O Brasil que a Coca Cola Quer

[Imagem: sddefault.jpg]

Vamos falar sobre ismos.
Comunismo, socialismo, capitalismo, anarquismo, anarcocapitalismo.
São muitas siglas, muitas cascas de cebola e pouco, muito pouco de prática em meio a tantas ideologias.

No fundo todos os caminhos levam ao mesmo poço de lama, ao menos os caminhos do povo.

Enquanto isso, do outro lado dos debates e da total perda de tempo que estamos imersos, estão os que realmente usufruem de todas as ideologias.
Ricos, elitistas, influentes, nobres que criam pontes cada vez mais distantes e inacessíveis.

[Imagem: CwjFRGbXUAA-Lo0.jpg]
O pior de tudo isso: nós continuamos a pavimentar a estrada das elites inescrupulosas.
Nós continuamos costurando as botas do sistema que irão nos esmagar.
Nós somos culpados por toda essa merd@ que vivemos, porque temos coragem de anunciar, temos coragem de ver, temos coragem de sobreviver, mas nos falta coragem para dar o tiro do estopim e por abaixo esse reino opulento de mentira, mesmo sendo tão fácil, mesmo estando a um click de distancia.

[Imagem: 9f0b823bf37eb52d59478ca508d65eb33f873de1.jpg]

O que isso tem haver com a Coca Cola?
Tudo

O sistema é tão grotesco e amarrado que um mero gole de um refrigerante é responsável por toda uma cadeia de escravatura.

E os senhores dos escravos, acostumados que estão a chicotear nossas costas e nossos bolsos e estômagos com toda sorte de amarguras, saltaram de suas confortáveis poltronas quando suas margens infinitas de lucros exorbitantes ficou ameaçada.

Citar:A Coca-Cola decidiu subir o tom para pressionar o governo brasileiro a voltar atrás numa decisão que, na prática, aumentou a carga de impostos paga pela companhia no país.

A empresa agora ameaça produzir seu xarope de refrigerante em outro país da região, segundo informações do jornal Folha de S.Paulo. Hoje ele é produzido na Zona Franca de Manaus. Isso porque, em junho, o governo mudou a cobrança do IPI, o que reduziu os créditos tributários recebidos pela companhia.

A mudança na regra foi a seguinte: o xarope de refrigerante passou a pagar uma alíquota de 4% de IPI, contra os 20% que eram cobrados anteriormente. Aparentemente, portanto, é uma redução no imposto.

Porém, muitas companhias do setor, em especial as grandes, produzem esse xarope na Zona Franca de Manaus, com isenção de tributos. Então, os 20% de IPI que seriam cobrados dessas companhias na verdade tornavam-se créditos para elas.
[Imagem: BBMdJe4.img?h=533&w=799&...mp;amp;l=f]
A empresa não pagava os 20% porque está na Zona Franca de Manaus. Mas na hora que o xarope sai de Manaus para as engarrafadoras que estão em outros Estados, elas ganhavam um crédito de 20%. Com a nova regra, o desconto passou a ser de 4%.

A pressão da Coca-Cola e de outras grandes empresas do setor, reunidas na Abir (Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes) é para que o governo Temer aumente o IPI para pelo menos 15%. Caso contrário, as companhias ameaçam fechar 15 mil postos de trabalho na Zona Franca de Manaus.

Porém, há mais questões em jogo. Pequenas fabricantes de refrigerantes denunciam que, além do crédito recebido, a Coca-Cola e outras grandes superfaturam o produto que sai da Zona Franca, aumentando ainda mais a distorção(leia mais no link abaixo).

Material divulgado pela Afrebras (Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil) afirma que o preço do concentrado produzido em Manaus “chega a ser 20 vezes maior que o insumo produzido nos demais estados”.

A renúncia fiscal das multinacionais de concentrado localizadas na Zona Franca de Manaus foi de 9,1 bilhões de reais em 2016, diz a entidade.

O caso é investigado pela Receita Federal. De acordo com a Folha, na investigação, executivos da Coca-Cola precisam explicar por que a fabricante vende o quilo do concentrado por cerca de R$ 200 no mercado interno se exporta o produto por aproximadamente R$ 20.

A prática que vem sendo adotada por grandes empresas do setor é a de se aproveitarem de benefícios fiscais oriundos de insumos de baixo valor agregado. Dentre os insumos que geram créditos os para fabricantes de bebidas, incluem-se até mesmo substâncias que são adquiridas no centro do país e passam por simples reacondicionamento em Manaus.

A celeuma expõe ainda um problema antigo, que é o dos benefícios fiscais. Só em 2018 a União vai abrir mão de R$ 283,4 bilhões por causa de benefícios fiscais. Na lista dos produtos agraciados com um desconto nos impostos estão itens como salmão, caviar, filé mignon e todos os tipos de queijo.
Fonte

Trocando em miúdos, a Coca Cola, assim como diversas empresas, estão ano após ano, extraindo nossas reservas naturais, explorando nossos bens e mão de obra com isenção absurda por parte do governo, o mesmo governo que cobra impostos absurdos do cidadão trabalhador.
Não bastasse a isenção ao enviar seus produtos da zona franca para o resto do país ganhava créditos de 20% sobre os lucros.
[Imagem: elogio-da-loucura_2.jpg]
É um total e completo absurdo.
Fabricam um produto questionável, com gastos mínimos, superfaturam em 1000% e ainda ganham 20% de credito às custas do cidadão que paga impostos para que o governo corrupto e comunista esviscere nosso futuro.

[Imagem: quem-esmagou-a-cabeca-da-serpente-jesus-ou-maria.jpg]
Se você quer esmagar a cabeça da serpente que te escraviza com mentiras e explorações, ja passou da hora de acordar pra realidade que é: quem está no sistema, no topo, por cima, quem está ganhando não importa se com nome de comunista ou capitalista, está fazendo tudo o possível pra manter você onde você está, na mais baixa escala da cadeia alimentar. Sardinha tonta e fácil de pegar.

Não há almoço grátis, nem sombras desocupadas nesse deserto que nós construímos.
Fizemos a cama e cabe a nós mesmos desmonta-la ou deitar nelas.

Da próxima vez que você vir alguém bebendo um gole de coca cola pergunte se ela sabe o custo real de uma latinha daquelas?
Que enquanto o governo espezinha na cara do povo em jornalecos pagos pelos globalistas, déficits previdenciários de supostos 200 bilhões, os mesmo 200 bilhões vão parar nas mãos de empresas privadas como a Coca Cola que ainda tem a coragem de fazer chantagem com nosso país ameaçando colocar 15 mil homens, e por tabela suas famílias, na rua.

Quem eles realmente pensam que nós somos?!
Será que somos feitos de papel?!

http://forum.antinovaordemmundial.com/Topico-o-brasil-que-a-coca-cola-quer?pid=274614#pid274614

Anúncios