citação DEUS, PÁTRIA, FAMÍLIA

Daqui a alguns momentos a piazada nas escolas voltará a cantar o hino nacional, rezar, aprender sobre Deus, a Pátria, a Família e a Fraternidade Humana, brincar de cultivar a terra nas hortas, jardins e pomares escolares; brincar de soldados e amarem o Trabalho, a Ciência e o Progresso. Então, já vamos começar a desfazer a MENTIRAGEM DOS BANDIDOS COMUNISTAS. Em 1964, essa BANDIDAGEM COMUNISTA que está no poder, tinha feito a mesma coisa que estão fazendo agora, então, as mulheres se reuniram sob o comando da professora Amelinha, no Rio de Janeiro, e deflagraram a REAÇÃO DA NAÇÃO na “MARCHA DA FAMÍLIA COM DEUS PELA LIBERDADE.” E isso engajou todo o povo brasileiro decente. Ai, as Forças Armadas saíram dos quartéis para evitar o derramamento de sangue que os comunistas iam fazer. O João Goulart ficou com medo e se refugiou no Rio de Janeiro, tentando organizar uma resistência dentro das Forças Armadas. Enquanto Tancredo Neves negociava a sua situação no Congresso Nacional. Mas, o Presidente do Senado, Aureo de Moura Andrade insistia em resolver a crise com um golpe de Estado, aproveitando da ausência de João Goulart. Este apareceu no dia 1º de abril de 1964, porém, não tinha mais sustentação política nenhum e só pegou suas coisas e fugiu. Então, Darcy Ribeiro, chefe da Casa Civil fez o seguinte comunicado: “Comunico ao Congresso Nacional que o senhor João Goulart deixou, por força dos notórios acontecimentos de que a não é conhecedora, o governo da República.” Diante disso, na madrugada do dia 2 de abril, Moura Andrade declarou vaga a Presidência da República e empossou nela o Presidente da Câmara dos Deputados Paschoal Ranieri Mazzilli, às 3h45 da madrugada. E ocupou o cargo por 13 dias. E foi o Presidente empossado pelo Congresso Nacional que pediu garantias às Forças Armadas, ao general Costa e Silva. E, como a Constituição determinava, o Congresso Nacional elegeu o general Humberto de Alencar Castello Branco para completar o mandato de Jânio Quadros. As forças Armadas NUNCA DERAM GOLPE. A subversão comunista é que o Pais com terrorismo de todos os tipos, assassinatos, assaltos, sequestros. E ai, a Segurança Nacional obrigou os militares a estabelecer um regime emergencial de exceção constitucional, que nunca enganou, mas foi sempre bem claro, objetivo e de tempo determinado. E, como precisaram ficar no poder, criaram o Plano Nacional de Desenvolvimento, pelo qual construíram o Brasil que, a 26 anos resiste ao saqueamento e destruição que está ai. A piazada vai gostar de saber a verdade e vai querer visitar a bandidagem comunista na cadeia, não por ódio, mas para compreender o que são os demônios encarnados aqui. (Celio Evangelista Ferreira)

 

via DEUS, PÁTRIA, FAMÍLIA

Anúncios