vídeo E A LAVA JATO NO JUDICIÁRIO?

Edição do dia 28/02/2018

 

Redistribuição de processos para nova vara é questionada pelo MP

Nova vara vai cuidar de casos de corrupção e recebeu processos que já estavam em andamento. Representação foi enviada ao TRF1.

Procuradores da República questionam a validade da distribuição de processos para a recém-criada 12ª Vara da Justiça Federal, em Brasília. A nova vara vai cuidar de casos de corrupção, e recebeu processos que já estavam em andamento.

A representação foi encaminhada ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Foi o tribunal que decidiu criar mais uma vara especializada em crimes de lavagem de dinheiro e de organização criminosa em Brasília e fazer uma redistribuição dos processos. A ideia era dividir a carga de trabalho.

Mas, por sorteio, 16 processos importantes, relacionados ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao ex-ministro Geddel Vieira Lima e ao ex-deputado Eduardo Cunha foram transferidos da 10ª para a 12ª Vara Federal Criminal. Muitos já estavam bem adiantados, com audiências realizadas, e perto da sentença do juiz.

Os procuradores querem que esses casos voltem para a 10ª vara. Eles afirmam que, de acordo com as normas definidas pelo tribunal, processos que já tivessem interrogatórios ou audiências marcadas não deveriam ser redistribuídos. Além disso, ainda segundo os procuradores, outras 200 ações penais que estavam menos adiantadas, a maioria sem audiências marcadas, não foram transferidas.

http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2018/02/redistribuicao-de-processos-para-nova-vara-e-questionada-pelo-mp.html

 

 

 

Anúncios