galeria TEMER QUER CALAR A ODEBRECHT

15421032_1850429925201507_7424620445493988809_n

PROCESSOS CONTRA A CORRUPÇÃO ENVOLVENDO PARTIDOS E PARLAMENTARES PODEM ACABAR NA LATA DO LIXO. CRIME ORGANIZADO QUER ESCONDER DELAÇÕES E ANDAMENTOS DE DECISÕES DO STF DOS MANDATÁRIOS DO PAÍS.

Os crimes cometidos por todos os partidos, principalmente pelo PT, PSDB e PMDB correm o risco de caírem no esquecimento e irem diretos para uma lata de lixo. Uma determinação do governo e do STF objetivam “esconder” do contribuinte, todos os golpes, as safadezas e as maracutaias promovidas por políticos e suas organizações criminosas. Qualquer vazamento das delações serão anuladas pela Procuradoria Geral da União e pelo STF que não as homologará. Tudo deverá ser feito bem longe dos holofotes da imprensa. O povo não terá acesso as investigações, delações e determinações do STF. Desta forma, as quadrilhas irão “negociar e resolver tudo entre eles”, já os mandatários do país que foram roubados, iludidos e sacaneados ficarão de fora. É como se um empregado que roubou a empresa onde trabalha, proibisse o seu patrão de ter acessos as investigações e as ações judiciais aos quais o empregado responde.

Mas o autoritarismo não para por aí. A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática proibiu as transmissão das sessões do STF que tratem de processos penais e cíveis. Ou seja, as máfias da Lava Jato, políticos, empreiteiros, empresários e partidos serão julgados em segredo pelo STF, bem longe dos povo bisbilhoteiro e da imprensa honesta. Assim ninguém vai saber de nada, nem do conteúdos das delações e muito menos das decisões de juízes com relação aos réus da Lava Jato. Os crimes cometidos pelos parlamentares e seus partidos criminosos se tornam portanto, “SEGREDO DE ESTADO”.

Preocupado com o impacto das delações da Odebrecht, o presidente Michel Temer convocou uma reunião de emergência em Brasília, no Palácio do Jaburu. Temer se mostrou “indignado” com o vazamento da delação do ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht, Cláudio Melo Filho que citou Temer em um esquema que envolve R$ 20 milhões em propinas, sendo que R$ 10 milhões foi o próprio Temer que negociou. Temer quer invalidar a delação da Odebrecht a qualquer preço. Seus comparsas da quadrilha citaram Léo Pinheiro da OAS, que teve sua delação anulada após vazamento do conteúdo de seu depoimento. Temer encaminhará recurso a PRG para anular a delação e o depoimento de Cláudio Melo Filho.

FONTES: http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,aliados-de-temer-defenderao-anular-delacao-de-executivo-da-odebrecht,10000093872

http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/DIREITO-E-JUSTICA/519278-COMISSAO-PROIBE-TRANSMISSAO-DE-SESSOES-DO-STF-QUE-TRATEM-DE-PROCESSOS-PENAIS-E-CIVEIS.html

CURTA NOSSA PÁGINA: https://www.facebook.com/Politicamente-Irado-1397388943838943/https://www.facebook.com/Politicamente-Irado-1397388943838943/

CURTA NOSSO GRUPO: https://www.facebook.com/groups/851548761546071/

Anúncios