PRISÃO DE LULA

32919_resize_620_380_true_false_nullUMA MENSAGEM DO DR.SÉRGIO MORO SOBRE A PRISÃO DE LULA.
01 de Outubro, 2016 – 12:00 ( Brasília )

Uma mensagem cifrada do Dr.Sérgio Moro sobre a PRISÃO do Grande Cachaceiro.

Exclusivo – Mensagem do Juiz Sergio Moro Decifrada por DefesaNet
Lula preso causaria levante civil e ações nos fóruns internacionais pelos países bolivarianos.

Funcionário da Prefeitura de SP limpa o Monumento às Bandeiras, pichado na manhã de sexta-feira, 30SET2016. Obra do escultor Victor Brecheret em homenagem aos bandeirantes paulistas. Ele foi instalado em 1954, junto ao Parque, em comemoração aos 400 anos de São Paulo.
Funcionário da Prefeitura de SP limpa o Monumento às Bandeiras, pichado na manhã de sexta-feira, 30SET2016. Obra do escultor Victor Brecheret em homenagem aos bandeirantes paulistas. Ele foi instalado em 1954, junto ao Parque, em comemoração aos 400 anos de São Paulo.

Equipe DefesaNet

O Juiz Federal Sergio Moro, ao decretar a prisão preventiva do ex-ministro Antonio Palocci (Fazenda e Casa Civil/Governos Lula e Dilma), em 30SET 2016, mandou um recado cifrado à Sociedade Brasileira.
“Embora a prisão cautelar seja um remédio amargo, é melhor do que a contaminação da democracia pela corrupção sistêmica. Em um determinado nível, a corrupção coloca em risco a própria qualidade de democracia, com afetação das eleições livres e do regular funcionamento das instituições. Trata-se de um retrato de uma democracia vendida. É nesse contexto que deve ser compreendido o emprego, na forma da lei e ainda pontual, das prisões preventivas na assim denominada Operação Lavajato.”

Parágrafo 184 do Despacho do Juiz Federal Sergio Moro decretando a prisão preventiva do ex-ministro Antonio Palocci
Íntegra do Despacho Link

Comentaristas e analistas políticos mostraram estranheza com os termos empregados porém a maioria o desconsiderou (ver Reinaldo Azevedo “Palocci, prisão temporária, prisão preventiva e ameaça à democracia… Link”)

Que recado cifrado é este que o Juiz Sergio Moro enviou à Sociedade Brasileira e por qual razão empregou 5 vezes a palavra “Democracia” em seu despacho?

DefesaNet traz com exclusividade o recado do Juiz Sergio Moro decifrado.

Estava tudo preparado para haver um levante civil caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, réu em dois processos, fosse preso pelo juiz federal Sérgio Moro. A justiça federal foi alertada sobre a possibilidade e os desdobramentos pelos serviços de inteligência militar do governo militar que tem atuado com agências civis e militares de estratégia dos Estados brasileiros. O principal alvo seria as eleições municipais, com a tomada das ruas, atentados e boicotes para causar a suspensão do pleito em nível nacional.

As informações começaram a chegar até os serviços de inteligência nos primeiros indicativos que Lula seria alvo da Lava Jato e da aproximação da promotoria federal as contas bancárias, bens não declarados e a descoberta de grandes esquemas de corrupção envolvendo o alto escalão do Partido dos Trabalhadores (PT) e integrantes do antigo governo de Lula e de Dilma Rousseff.

“As informações começavam a encontrar ressonância em depoimentos feitos sob delação premiada, com o Nestor Cerveró (ex-diretor da Petrobrás envolvido no petróleo). Quando houve a investigação do sítio e do triplex a situação se complicou de vez, começaram as ameaças de invasão de prédios públicos, destruição massiva de fóruns de justiça, ataques as polícias e áreas dos comandos militares. Estavam buscando uma reação para amplificar mundialmente a ideia de golpe civil apoiado pelos militares. Foi quando nós começamos a ficar prevenidos que algo maior poderia eclodir a qualquer momento”, comentou um dos agentes ao DefesaNet.

Conforme o ministério público federal de Curitiba avançava nas investigações, com ajuda da Polícia Federal, sobre a alta direção do PT ficava evidente o envolvimento do presidente de honra do partido nos esquemas de corrupção, desvio de dinheiro público, favorecimento ilegal de empresas e aquisição de bens incompatíveis com sua renda. O Instituto Lula foi a ponta do iceberg nas investigações e também quando as mobilizações a favor do ex-presidente tomaram corpo rapidamente.

Recentemente, o ex-governador do Ceará e ex-ministro Ciro Gomes surgiu em um vídeo nas redes sociais no qual dizia que “sequestraria o Lula no caso de uma prisão arbitrária” e mostrava que haveria um movimento coordenado de resistência. Os promotores de Curitiba passaram a receber ameaças de morte e a militância petista passou convocar manifestantes para tomar as ruas, principalmente estudantes secundários e universitários, e criar uma onda de protesto e de violência urbana.

As informações também davam conta que o MST iniciaria uma série de invasões de fazendas sem precedentes no país, se utilizando estrangeiros recém-chegados, tanto do Haiti, como de Angola, Nigéria e do Oriente Médio, além dos países vizinhos, na chamada “grande redistribuição produtiva do Brasil”. As propriedades listadas eram, prioritariamente, as de deputados e senadores que votaram pelo impeachment de Dilma.
“Nas manifestações de rua chegamos aos articuladores deste novo movimento, que desenvolve planos para armar a militância e iniciar uma guerrilha em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre e em algumas capitais do nordeste (ver Neo Terrorismo Urbano – Inteligência militar e policial se mobiliza Link).
O crime organizado está envolvido neste processo fornecendo um suporte logístico impressionante, supúnhamos que alguns sindicatos e centrais sindicais pudessem ter um ou outro membro do crime organizado, mas não da maneira de encontramos”, admitiu o agente.

O Juiz Sergio Moro foi informado que caso prendesse Lula, a esposa e o filho do casal, antes das eleições municipais, colocaria estas sob altíssimo risco. Havia um plano estruturado de atividades para: boicotar urnas, invasão de locais de votação, atentados contra candidatos considerados “de direita e golpistas”, motins em presídios, ataques ao policiamento, ondas de saques no comércio e grandes enfrentamentos, inclusive com atentados aos batalhões das Polícias Militares e delegacias.

Os ataques para desestabilizar o ministro da Justiça Alexandre de Moraes, conduzidos pela mídia, estão dentro do plano de ação. Assim como a tentativa de agir na percepção de abusos, como nos caso da prisão do ex-ministro Guido Mantega.

Mesmo assim o Ministro Gilmar Mendes, presidindo o TSE, afirmou na manhã de sábado, véspera da eleição, em visita ao Maranhão: Gilmar Mendes diz que eleitores podem ir às urnas ‘sem medo’ Link

De acordo com a fonte, a intenção era configurar para a mídia e autoridades internacionais um estado de exceção e denunciar que o golpe entrara em sua fase de infringir os direitos civis. Isso levaria não só a sanções da ONU como a possibilidade de uma intervenção internacional, ferindo a soberania nacional, por parte da Venezuela, Bolívia, Cuba e Equador. Desse a grupo a Bolívia reconsiderou sua posição e passou a uma ação mais discreta, devido a negociação dos contratos de importação de gás pela Petrobrás.

“Quando vimos Lula dar depoimentos públicos se comparando a Jesus Cristo e um avanço do PT sobre autoridades internacionais pedindo asilo político, como se ele fosse um perseguido por questões de ordem ideológica e não um criminoso do colarinho branco nós pedimos a justiça federal reconsiderar a posição para não atrapalhar o curso das investigações e mesmo forçar os comandos militares a uma intervenção mais severa para assegurar a soberania do Brasil”, observou.

O ataque ocorrido aos monumentos em São Paulo, na sexta-feira (30SET2016), faz parte da estratégia do PT e de sua militância para advertir sobre o risco da continuidade das prisões e investigações. Caso a Lava Jato chegue às instâncias estadual e municipal, derrubando por completo o esquema de corrupção existente e ainda em curso, será inevitável a extinção do partido.

Em SP, o Monumento às Bandeiras amanheceu pintado com tinta colorida nesta sexta (30) (Foto: Felipe Rau/Estadão Conteúdo)

Monumento às Bandeiras, pichado na manhã de sexta-feira, 30SET2016. Obra do escultor Victor Brecheret em homenagem aos bandeirantes paulistas. Ele foi instalado em 1954, junto ao Parque, em comemoração aos 400 anos de São Paulo.

“Quem está apenas vendo o noticiário, o que se consegue passar para a opinião pública por meio de parte da imprensa que não está corrompida e com militantes infiltrados, tem uma visão muito limitada do tamanho deste gigantesco esquema de corrupção. É algo que não envolve apenas políticos, mas membros do judiciário, grandes corporações inclusive financeiras e de empresas multinacionais também. O juiz Moro tem adotado cautela, apesar de forçarem a ideia que eles está indo contra as liberdades individuais. O quadro que temos pode levar a uma ruptura institucional no país, desmontar nossa federação”, alertou.

O procurador da república, Rodrigo Janot, disse recentemente que PT, PMDB e PP se organizaram para cometer crimes contra a administração pública. O esquema tinha uma estrutura horizontal cujos integrantes agiam como uma cooperativa. Além de outra vertical, na qual eram tomadas as decisões. “Cisão é necessária pois a organização é criminosa e complexa”, disse ao pedir o fatiamento da Lava-Jato.

FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA – DEFESA NET

NOTA DO EDITOR DO ATAQUE ABERTO:

Subscrevo cada PALAVRA do DefesaNet e digo que todos os partidos políticos do Brasil, depois de 1985, tiveram ligação com isso que se chama de “Crime Organizado” menos o Partido dos Trabalhadores. O PT “não tem ligação com o Crime Organizado” – o PT É O CRIME ORGANIZADO

http://ataqueaberto.blogspot.co.id/2016/10/uma-mensagem-do-drsergio-moro-sobre.html?m=1

Anúncios