galeria O ANTAGONISTA

OANTAGONISTA

22 de Agosto de 2016

A Revolução do Banheiro

Por Mario Sabino
A grande revolução a ser feita no Brasil é a Revolução do Banheiro.  Se os seus sentidos estão anestesiados, basta ir ao site do Instituto Trata Brasil, para verificar que o saneamento básico no país é uma catástrofe de proporções indianas:

 

— Mais de 35 milhões de brasileiros não têm acesso a água tratada;

 

— Mais de 100 milhões de brasileiros não têm as suas casas ligadas a redes de esgoto;

 

— Apenas 40% dos esgotos nacionais são tratados (no Norte, esse número cai para 14%; no Nordeste, para 29%).

 

Quanto tempo demoraria para universalizar o saneamento básico no Brasil: de vinte a trinta anos. Dinheiro? Quinhentos bilhões de reais. Parece muito, mas para conquistar 19 medalhas na Olimpíada do Cocô gastamos três bilhões. Se começássemos a fazer a coisa certa já — e não começamos –, quase todas as pessoas da minha geração terão morrido antes que o cocô desapareça dos rios e praias urbanos. Para não falar do lixo industrial que aumenta exponencialmente a toxicidade do nosso excrementão fluvial e marítimo.

 

A Olimpíada do Cocô revelou ao mundo essa porcaria e, no entanto, é impressionante como continuamos a fingir que não é conosco. Quando velejadores se jogaram na Baía de Guanabara, para comemorar a conquista de medalha, apresentadores de TV entraram em êxtase, como se a imprudência dos atletas anulasse as análises de laboratório. O mesmo ocorreu com remadores na Lagoa Rodrigo de Freitas. A negação do cocô não é exclusividade carioca. É nacional. No Rio, contudo, é maravilhosa.

 

Em Paris, um dos lugares mais visitados pelas crianças são os Égouts. Você desce alguns degraus ao lado do Sena, perto da Torre Eiffel, e chega a um museu subterrâneo que mostra a evolução do saneamento básico na cidade. O cheirinho de Brasil iá iá faz parte da decoração. No século XIX, quando eram bem menos extensos e mais fedorentos, os esgotos de Paris compuseram o cenário de “Os Miseráveis”. Miseravelmente, as metrópoles brasileiras não contam nem mesmo com esgotos da época de Victor Hugo para ambientar um romance.

 

Precisamos fazer a Revolução do Banheiro para salvar os nossos rios, o nosso mar, a nossa gente e, quem sabe, produzir um Victor Hugo com um século e meio de atraso.

 

ANÚNCIO
Tática Combinada da Rentabilidade Adicional
O seu orçamento não fecha? Está em busca de uma renda extra? E se você pudesse ter um pinga-pinga em sua conta para equilibrar suas despesas e realizar seus sonhos? Conheça aqui uma forma simples de conseguir isso.

 

O MELHOR DO DIA

O Antagonista confirma: delação da OAS suspensa

O Antagonista conseguiu agora confirmar a reportagem de O Globo sobre a decisão da PGR de suspender as negociações do acordo de colaboração premiada da OAS. “As conversas estão encerradas”, disse… [veja mais]
A pizza é com Odebrecht ou sem Odebrecht?

Janot cedeu à pressão do STF

70 anexos no lixo

PEC do limite de gastos é prioridade

Interlocutores de Michel Temer na Câmara dizem que não há como ficar mais claro: a ordem é apressar a votação da PEC que limita os gastos públicos. Esse, inclusive, é um dos assuntos… [leia na íntegra]
O apelo de Temer
“O dia do juízo fiscal” 
A convocação do anfitrião

Vamos ler a PEC, deputados?

A minoria na Câmara, liderada por Jandira Feghali, tem contestado a PEC que limita os gastos públicos, sob a acusação de que a proposta “vai retirar dinheiro da saúde e da educação”. “É muita desinformação…” [veja o texto completo]
Temer quer plenário cheio 
Intensivão pré-impeachment

Detalhes de uma delação

Os investigadores da Lava Jato, informa a Época, pediram a Delcídio Amaral informações mais precisas sobre os encontros do ex-senador com Lula. O objetivo é dar consistência à acusação de que… [veja mais]

O impeachment é nosso presente

Dilma Rousseff, em entrevista exibida na madrugada na TV, sobre hipótese de renúncia: “Não dou esse presente a eles.” Nosso presente já… [leia o texto completo]
Os presentes da Presidência, parte 2

Um senador contra o Supremo

Ricardo Ferraço é o relator do projeto de reajuste dos salários dos ministros do Supremo, que está na pauta de amanhã da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. Na votação anterior na CCJ, Ferraço apresentou… [veja na íntegra]

Propina de relacionamento

Lauro Jardim noticia que a Odebrecht tem reclamado que o MPF quer atrelar cada repasse da empreiteira ao caixa 2 das campanhas eleitorais à propina paga por contratos com estatais. Segundo os executivos… [leia mais]
Odebrecht duvida da inteligência alheia

A queda dos grandes partidos

Segundo o levantamento de O Globo, o PMDB perdeu participação no total de eleitores filiados a partidos políticos, entre 2002 e 2016: 20% para 14,5%. O PT cresceu, mas… [veja mais]
Eleições engordam partidos

Patricinhas do PT

O Ministério Público Federal ficou muito interessado nos detalhes da amizade entre Danielle Fonteles, da Pepper; Carolina Pimentel, primeira-dama mineira, e Marina Mantega, filha do ex-ministro enrolado na Lava Jato e na Zelotes.

Vândalos depredam ministério

Cerca de 300 vândalos dos chamados Movimento Brasileiro dos Sem Terra (MBST) e da Frente Nacional de Luta (FNL) tocaram o terror no Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário. Quebraram… [leia mais]

 


O dinheiro nunca dorme

Apesar da recessão e das incertezas políticas, as fusões e aquisições não pararam. Segundo o banco de investimentos Itaú BBA, entre janeiro e julho, foram registradas 52 operações… [veja mais]
São Pedro é paulistano
Tá ruim, mas tá bom
Negociar e renegociar 

Bem longe do normal

 

Link Recomendado

ACESSE AQUI PARA SE CADASTRAR

Anúncios